google-site-verification: google0decf4d5dff2e927.html www.jornaldealvorada.com
top of page

Atendimentos no Hospital de Alvorada estão restritos a casos de maior complexidade

Instituição afirma que a situação ocorre por problemas financeiros e pela superlotação.

Os atendimentos clínicos no Hospital de Alvorada, em Alvorada, na Região Metropolitana, estão restritos a casos de maior complexidade e não há previsão para a ampliação do serviço. A informação foi confirmada pela instituição.

Segundo a direção, há 37 pacientes adultos na emergência, onde a capacidade é para 20 leitos. A restrição nos atendimentos clínicos ocorre por problemas financeiros e pela superlotação.

Pacientes que precisaram de atendimento com médicos obstetras das 7h às 19h também ficaram sem o serviço. Segundo a instituição, durante o período da interrupção o Hospital Padre Jeremias, no município de Cachoeirinha, deu suporte como medida emergencial.

Até então, o Instituto de Cardiologia de Porto Alegre, é o mantenedor do Hospital de Alvorada e Padre Jeremias de Cachoeirinha.

Conforme o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul, a falta de obstetras na escala de plantão ocorre porque há atraso de três meses nos pagamentos dos especialistas contratados que atuam no local. O Hospital de Alvorada confirma que há atrasos de dois meses para os profissionais. De acordo com a instituição, o motivo é a falta de recursos pela defasagem de valores recebidos para atendimentos via SUS. Desta forma, as receitas obtidas com os atendimentos não cobrem o custo dos serviços.


PREFEITURA BUSCA ALTERNATIVAS EM BRASÍLIA

O prefeito de Alvorada José Arno Appolo do Amaral preocupado com a situação do Hospital de Alvorada, solicitou aos secretários de Comunicação e Relações Institucionais Neusa Abruzzi e o Secretário de Saúde Éder Fraga, o encaminhamento do pedido ao Ministério da Saúde em Brasília na troca de gestão do Hospital de Alvorada, que vem sendo negociado com o Governo do Estado.

A partir do momento em que o Grupo Hospitalar Conceição receber o aval do Governo Federal, a ideia é mudar e ampliar a rede de atendimento do município, trazendo melhorias para a população alvoradense, avalia Neusa Abruzzi.

O Secretário de Saúde Éder Fraga agradeceu o empenho do Ministério da Saúde em acatar o pedido do Governo Estadual e da Administração Appolo, com o objetivo de descentralizar o atendimento dos alvoradenses no Grupo Hospital Conceição em Porto Alegre, dando mais agilidade ao atendimento no Hospital de Alvorada, salientou o secretário.

Comentarios


bottom of page
Jornal de Alvorada