google-site-verification: google0decf4d5dff2e927.html www.jornaldealvorada.com
 

Centenas de famílias ocupam área em Alvorada reivindicando moradia


Ocupação fica em uma área no bairro Maria Regina, em Alvorada. Foto: Sul21.


Cerca de 700 famílias, que estavam cadastradas em projetos habitacionais, ocuparam no dia 1º de maio uma área localizada no município de Alvorada, na região Metropolitana de Porto Alegre, para reivindicar moradia. Denominada 1º de Maio, a ocupação fica em uma área no bairro Maria Regina, onde famílias de várias partes da cidade montaram barracos de madeira e barracas. Entre as pessoas que foram para a área estão 57 idosos, nove portadores de necessidades especiais e 410 crianças.

Segundo a coordenação da ocupação, a ação foi motivada pelo desemprego e dificuldades financeiras das famílias, que reivindicam a desapropriação da área privada, de 174 hectares, para a construção de moradias. As famílias alegam que o local não vem sendo utilizado pelo proprietário e não estaria, portanto, cumprindo a sua função social.

Ex-vereador de Viamão, Adão Pretto Filho esteve na ocupação na terça-feira (4) para levar apoio às famílias. Pretto qualificou a ação como “uma luta justa e necessária”. “O direito à moradia é um direito fundamental na Constituição, e essas pessoas que estão ali realmente necessitam de um amparo do poder público, que é casa e emprego”, defendeu.

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) também manifestaram solidariedade à ocupação, por meio da doação de alimentos e marmitas.

 
Jornal de Alvorada