google-site-verification: google0decf4d5dff2e927.html www.jornaldealvorada.com
 

Governo do RS apresenta proposta de integração do transporte na Região Metropolitana de Porto Alegre

Estudo aponta existência de 822 km de linhas sobrepostas em quatro municípios. Nesses locais, ônibus urbanos e metropolitanos dividem o mesmo trajeto, aumentando custos, segundo governo.

Ônibus da cidade de Alvorada em terminal de Porto Alegre — Foto: Divulgação/JA


O governo do Rio Grande do Sul apresentou, na quarta-feira (23/04), um projeto de integração do transporte metropolitano urbano aos municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre. As prefeituras da Capital e de Canoas irão liderar a implementação do projeto piloto, que tem previsão para ser concretizado em 90 dias, segundo a Secretaria de Apoio à Gestão Administrativa e Política.

Um estudo da pasta aponta para a necessidade de integrar linhas urbanas (que circulam dentro de um município) e metropolitanas (entre os municípios e Porto Alegre). A medida tem como objetivo reduzir a sobreposição de linhas e, assim, reduzir tempo de viagens e custos. Apenas nas cidades de Porto Alegre, Canoas, Alvorada e Sapucaia do Sul, os ônibus urbanos e metropolitanos dividem o mesmo trajeto em 822 km de vias.

O projeto prevê a análise de questões técnicas junto às empresas operadoras do sistema. Além disso, serão acompanhados indicadores de tempo de viagem, carregamento e ganho operacional nas linhas escolhidas – principalmente aquelas que funcionam fora do horário de pico.

O secretário de Apoio à Gestão Administrativa e Política, Agostinho Meirelles, diz que a medida busca "a redução da tarifa e a otimização das frotas de ônibus" a partir da mudança das linhas de ônibus metropolitanas sobrepostas às linhas urbanas.

Os representantes da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal) observam que seria necessário integrar também os sistemas de bilhetagem, hoje diferentes entre algumas cidades.

"É preciso criar um Consórcio Metropolitano de Transporte Público, como alguns estados já têm, para operacionalizar o sistema completamente. Esse é um avanço, mas queremos, a partir dessa reunião, consequências e atitudes práticas", defendeu o prefeito da Capital e presidente da Granpal, Sebastião Melo (MDB).

Conforme estudo do governo do RS, as principais vias de acesso de ônibus metropolitanos a Porto Alegre são as avenidas Bento Gonçalves (acesso de Viamão), Baltazar de Oliveira Garcia (acesso de Alvorada) e Assis Brasil (acesso de Cachoeirinha e Gravataí).

A Secretaria de Apoio à Gestão Administrativa e Política ainda aponta que, durante a pandemia, a demanda de passageiros caiu 53% no sistema metropolitano.

 
Jornal de Alvorada