google-site-verification: google0decf4d5dff2e927.html www.jornaldealvorada.com
top of page

Iniciativa social leva futsal para gurizada do bairro Umbu


No coração do bairro Umbu, de Alvorada, o projeto Caracas Educa atua há um ano levando futsal para a gurizada. São 40 crianças e adolescentes que integram a iniciativa, aprendendo a modalidade e se divertindo duas vezes por semana em uma quadra local. Por meio de rifas, doações e com a simbólica colaboração mensal de cada aluno (R$ 20), as aulas contam com fardamento e alimentação. Mas o sonho é conseguir apoio financeiro para oferecer treinos melhores e tornar o projeto 100% gratuito.

Com isso em mente, o pintor e treinador Luis da Silva Andrade, 54 anos, iniciou uma jornada em busca de patrocínios, doações e apoios financeiros para custear os lanches e o espaço dos treinos. Dialogando com empresas locais e divulgando o projeto nas redes sociais, foi possível obter ajuda esporádica, mas nunca contínua.

– Algumas pessoas ajudam, doam uma quantia para os uniformes, outras alguns lanches, mas depois somem. Precisamos de um apoio contínuo, porque não treinamos às vezes, estamos aqui duas vezes por semana – analisa Sérgio, que conta com a esposa, Sinara do Amaral Teixeira, 49 anos, auxiliar de limpeza, para tocar o projeto.


Paixão

Sérgio e alguns amigos que disputam amistosos de várzea pelo time Caracas FC, de Alvorada, levavam os filhos e netos aos treinos e jogos. A partir da convivência dos pequenos com o futsal, ele e a esposa notaram a importância do esporte na vida dos jovens, como os benefícios para o corpo e a mente, e decidiram começar o projeto. Com o tempo, a gurizada do bairro ficou sabendo das aulas e quis participar. Hoje, o projeto é bastante popular na comunidade e conta com a solidariedade e a paixão coletiva para se manter.

– Queremos dar sequência ao projeto, aumentar os horários de treinos, oferecer lanches melhores para as crianças. Atualmente, é muito difícil para mim, financeiramente falando, custear as despesas do time, que nem sempre são cobertas pela colaboração mensal dos alunos. Muitas vezes tiro do próprio bolso para o projeto continuar. Mas vou continuar correndo atrás dos apoios para que a gurizada continue feliz, ocupada com coisas boas e cuidando do corpo – afirma.

Para ajudar o Caracas Educa ou para obter mais informações, o telefone de contato é (51) 99156-5011.

댓글


bottom of page
Jornal de Alvorada