google-site-verification: google0decf4d5dff2e927.html www.jornaldealvorada.com
 

IPVA vai ficar mais de 20% mais caro em 2022

Em alguns casos, motoristas vão pagar mais de R$ 300 de diferença.

Foto JL Balestrin.


O aumento do preço dos carros usados pala tabela Fipe por conta da lei oferta e demanda vai encarecer o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) em 2022. Com menos produção de carros 0km por conta da pandemia, seja por falta de dinheiro da população ou falta de fornecimento de peças para as concessionárias, os carros usados foram valorizados, aumentando os preços do mercado. O IPVA é calculado justamente sobre o valor do carro na tabela Fipe.

Por exemplo, um Celta 2009, que antes da pandemia custava R$ 13,9 mil, hoje está valendo R$ 16 mil na Fipe, um aumento de 23%. Portanto, o IPVA terá o aumento proporcional para 2022, com uma diferença que se aproxima de R$ 100,00. No caso do Fiat Argo, o aumento foi 25,9% no preço de venda da tabela Fipe. Com isso, o IPVA pode passar de R$ 1.190 para R$ 1.500, um aumento superior a R$ 300.

Para o Rio Grande do Sul, a Fipe envia a tabela nova no mês de novembro. Em cima dos preços, é calculado o IPVA. Para carros, aplica-se uma alíquota de 3%; para motocicletas, 2%; e para caminhões e ônibus, 1%. A alíquota do imposto não muda, mas sim o valor sobre qual é calculada.

 
Jornal de Alvorada