google-site-verification: google0decf4d5dff2e927.html www.jornaldealvorada.com
 

Desmatamento na Amazônia cresce 51% nos últimos 11 meses, aponta instituto


Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

A Amazônia Legal brasileira registrou 8.381 km² de desmatamento no acumulado de agosto de 2020 até junho de 2021, segundo o Imazon (Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia). O número é 51% maior do que o registrado de agosto de 2019 a junho de 2020, quando o bioma apresentou 5.533 km² de devastação.

De acordo com o pesquisador do Imazon Antônio Fonseca, o desmatamento acumulado na Amazônia no primeiro semestre de 2021 já é o pior da última década. “As áreas desmatadas em março, abril e maio foram as maiores dos últimos 10 anos para cada mês. E, se analisarmos apenas o acumulado em 2021, o desmatamento também é o pior da última década”, afirmou. Segundo o Imazon, 61% da devastação registrada no período ocorreu em terras privadas ou sob diversos estágios de posse. O restante foi registrado em assentamentos (22%) e unidades de conservação (13%). Apenas 2% ocorreram em terras indígenas (2%). Dos cinco municípios onde a Amazônia foi mais devastado em junho, três são do Pará e dois do Amazonas: Altamira (PA), 61 km²; São Félix do Xingu (PA), 48 km²; Lábrea (AM), 47 km²; Novo Progresso, 42 km²; e Apuí (AM), 41 km².

Posts recentes

Ver tudo

Vaga para atuar em ALVORADA- RS para auxiliar financeiro, com experiência comprovada em contas pagar, conciliação bancária, organização de documentos, utilização de sistema integrado, baixas de boleto

 
Jornal de Alvorada