google-site-verification: google0decf4d5dff2e927.html www.jornaldealvorada.com
 

Modernização do CT de Alvorada mostra dificuldades do Inter nas obras de Guaíba

Clube ainda não iniciou trabalhos de terraplenagem e edificações para construir a chamada "Cidade do Inter".

Centro de Treinamentos de Guaíba ainda não tem projeto definitivoHype Studio / Divulgação / Divulgação


Se o Inter festejou ao apresentar as novas instalações de seu Centro de Treinamento em Alvorada na última sexta-feira (24), isto não significa que tenha diminuído o interesse na construção de um novo para categorias de base em Guaíba. O problema é que este sonho ainda pode demorar muito.

Por isto a implementação de melhorias na Morada dos Quero-Queros. Cauteloso, o vice-presidente de assuntos estratégicos do clube, Paulo Corazza garante que o projeto segue sendo executado, de acordo com o orçamento. Com a atual situação financeira colorada ritmo para elaboração de projetos e execução dos mesmos acaba sofrendo o impacto.

"A gente teve uma reunião com o Gustavo Grossi, que é o nosso coordenador da categoria de base, e estamos mapeando com ele as necessidades de um CT, como a grandeza do Inter requer, para categorias de base. Após esse detalhamento, a gente vai poder fazer um orçamento mais preciso do que a gente precisa de recursos e próxima fase é funding, para ver como a gente vai financiar a obra. Já temos algumas ideias, já conversamos com o pessoal que é especialista e eventualmente, também, com investidores qualificados: colorados, empresários. Mas isso seria a segunda fase. Primeiro, a gente precisa saber: conseguimos fatiar e fasear esse projeto? A fase um vai ser a base e quanto vai custar isso? Após esse cronograma, a gente vai conseguir ir atrás da questão do funding".

Não existe nenhuma previsão sequer para o início das obras na área de mais de 90 hectares na cidade vizinha a Porto Alegre. Um projeto inicial, com croquis e maquete já foi apresentado, mas modificações na ideia original estão sendo debatidas internamente, com a participação do departamento de futebol que orienta através da avaliação de necessidades específicas. Não há ainda a terraplenagem definitiva no local e muito menos o esboço de edificações. O Inter apenas mantém um serviço permanente de conservação do terreno.

Além da definição e aprovação interna do projeto, o clube precisará também receber o aval definitivo das autoridades, ainda que o município de Guaíba tenha se mostrado parceiro do Inter na implantação do CT, e o Governo do Estado já esteja até recebendo algumas contrapartidas previstas, como a nova iluminação do Palácio Piratini. Em 2020 houve um debate na Assembleia Legislativa em que era contestada a doação do terreno ao clube. Atualmente é arriscado até prever uma data para o início efetivo das obras. A diretoria colorada não admite iniciar um trabalho sem o suporte necessário para finalizá-la, ainda que numa primeira etapa.

A chamada "fase 1" do Centro de Treinamentos colorado é a que prevê a construção de campos e alojamentos para as categorias de base que seriam transferidas gradualmente. Após a instalação definitiva dos jovens, seguiria a "fase dois", esta visando uma transferência dos treinos do elenco principal e uma concentração para ele. Isto já seria dentro de uma fase de conclusão, na qual está previsto até um atracadouro para barcos, entre outros equipamentos. Este plano de construir em etapas é que não está definido ainda, conforme disse Paulo Corazza. Sem previsão em Guaíba, a modernização das instalações alugadas numa área de quatro hectares em Alvorada está mais do que justificada no Inter.




Venha ser parceiro do Jornal de Alvorada:


 
Jornal de Alvorada