google-site-verification: google0decf4d5dff2e927.html www.jornaldealvorada.com
 

Pfizer inicia estudo de medicamento oral para prevenção da Covid-19


Remédio será administrado em até 2.660 adultos saudáveis ​​com 18 anos ou mais que vivem na mesma casa que um indivíduo com infecção sintomática do coronavírus para testar sua eficácia.


A Pfizer afirmou nesta segunda-feira (27) que iniciou um grande estudo para testar seu medicamento antiviral oral experimental para a prevenção da infecção por Covid-19 entre aqueles que foram expostos ao coronavírus.

A farmacêutica norte-americana e seus rivais, incluindo a alemã Merck e a suíça Roche, têm se empenhado em desenvolver uma pílula antiviral fácil de administrar para contra o vírus.

O estudo de estágio intermediário a avançado testará o medicamento da Pfizer, PF-07321332, em até 2.660 participantes adultos saudáveis ​​com 18 anos ou mais que vivem na mesma casa que um indivíduo com infecção sintomática confirmada por Covid-19.

No ensaio, o PF-07321332, projetado para bloquear a atividade de uma enzima chave necessária para o coronavírus se multiplicar, será administrado junto com uma dose baixa de ritonavir, um medicamento mais antigo amplamente usado em tratamentos combinados para a infecção pelo HIV.

Até o momento, o remdesivir intravenoso da Gilead Sciences é o único tratamento antiviral aprovado para Covid-19 nos Estados Unidos.

A Pfizer também iniciou outro estudo do PF-07321332 em pacientes adultos sintomáticos não hospitalizados.

A Merck e seu parceiro Ridgeback Biotherapeutics lançaram recentemente um teste de estágio final de seu medicamento experimental molnupiravir para a prevenção da infecção por Covid-19.

O molnupiravir também é estudado em um ensaio de estágio final em pacientes não hospitalizados para ver se reduz o risco de hospitalização ou morte.

 
Jornal de Alvorada