google-site-verification: google0decf4d5dff2e927.html www.jornaldealvorada.com
 

Produção industrial recua 1,3% em abril e fica abaixo do patamar pré-pandemia


A produção industrial brasileira registrou queda de 1,3% em abril na comparação com o mês anterior, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta quarta-feira (2). Esse é o terceiro resultado negativo consecutivo do índice, que acumula perda de 4,4% no período.

Com isso, a produção industrial fica 1% abaixo do patamar pré-pandemia e 17,6% abaixo do nível recorde, registrado em maio de 2011.

Em 2021, o setor industrial acumula ganho de 10,5% e, nos últimos 12 meses, de 1,1%.

O resultado ficou muito abaixo do esperado pelo mercado. O consenso foi firmado em queda de 0,1%.

"Estes dados se contrapõem aos dados do PIB do 1º trimestre divulgados ontem e apontam que a recuperação econômica ainda é incipiente de certa forma", comenta André Perfeito, economista-chefe da Necton.

O resultado foi puxado principalmente pela retração de 9,5% de Coque, Produtos Derivados do Petróleo e Biocombustíveis. Todos os produtos desse segmento tiveram queda na produção em abril.

A segunda atividade com maior impacto no índice foi Produtos Alimentícios, que teve queda de 3,4% na comparação com março.

Outros impactos negativos entre as atividades vieram de Impressão e Reprodução de Gravações (-34,8%), Produtos de Metal (-4,0%), Couro, Artigos para Viagem e Calçados (-8,9%), Celulose, Papel e Produtos de Papel (-2,6%), Confecção de Artigos do Vestuário e Acessórios (-5,2%), Produtos Têxteis (-5,4%) e Móveis (-6,5%).

 
Jornal de Alvorada