google-site-verification: google0decf4d5dff2e927.html www.jornaldealvorada.com
 

Setor de limpeza cresce na pandemia


A pandemia de coronavírus mudou os hábitos dos consumidores. Se por um lado muitos setores viram suas vendas despencarem e a necessidade de se reinventar, por outro, alguns segmentos ganharam ainda mais relevância e apresentaram crescimento, como é o caso do setor de limpeza e higiene.

No começo de 2020, a perspectiva da Associação Brasileira das Indústrias de Produtos de Higiene, Limpeza e Saneantes de Uso Doméstico e de Uso Profissional (Abipla) era de um crescimento anual de 3% a 3,5%, mas, só entre janeiro e julho, a entidade registrou um aumento de 5,9% nas vendas de produtos desse segmento.

Logo no começo da pandemia se destacaram produtos específicos para limpeza e desinfecção de ambientes e objetos. Para se ter ideia, de acordo com a Nielsen, entre 16 e 22 de março os desinfetantes tiveram alta nas vendas de 80,3% , álcool de limpeza apresentou alta de 96,6%, água sanitária de 54,4%, detergentes líquidos de 52,2%, concentrados de limpeza de 43,2% e detergente em pó de 40,3%.

Com a mudança de hábito do consumidor, as empresas precisaram inovar para atender às expectativas. Assim, além dos produtos tradicionais, aumentou a venda de panos umidificados de álcool 70% para higienização, por exemplo.

Assim, a tendência é que pessoas e empresas continuem investindo em produtos de limpeza para higienização de ambientes e coisas a fim de diminuir a contaminação pelo vírus.

A expectativa é de que a Anvisa ainda aprove a entrada de novos produtos de higiene no país, mais eficazes quanto a desinfecção de superfícies. O novo hábito de limpeza, no entanto, não deve ser algo concentrado apenas enquanto durar a pandemia. A situação atual despertou a atenção da população para a necessidade de manter os ambientes desinfetados, o que traz boas perspectivas para o setor mesmo a longo prazo.

Com tantos produtos à disposição e a necessidade de repor seu estoque pessoal constantemente, muitos consumidores estão mais abertos a testar novas marcas de limpeza. Para se destacar nesse mercado, o design e praticidade das embalagens podem ser um diferencial.

O design atrativo ajuda a chamar atenção do consumidor no ponto de venda e ainda, se pensado estrategicamente, permite que a marca exponha no rótulo as principais vantagens do produto e suas certificações — para o consumidor é importante ter certeza de que está comprando um produto seguro e, para isso, os selos das entidades regulamentadoras são essenciais.

Para reter o consumidor, a praticidade da embalagem é primordial. Um produto de limpeza não é utilizado de forma integral em uma única vez, na maior parte das vezes, sendo assim, fechos que permitam o armazenamento seguro do produto são um diferencial para as marcas.

 
Jornal de Alvorada