google-site-verification: google0decf4d5dff2e927.html www.jornaldealvorada.com
 

Vereadores de Cachoeirinha rejeitam abertura de processo de impeachment contra Miki Breier

Na quinta-feira (30), prefeito afastado foi alvo de operação do Ministério Público que apura desvio de recursos.

A Câmara Municipal de Cachoeirinha rejeitou nesta terça-feira (5) a abertura de processo de impeachment contra o prefeito afastado da cidade, Miki Breier. O expediente foi protocolado pela ex-vereadora do município Jacqueline Camargo Ritter (Cidadania).

O placar da votação foi de 11 votos contrários ao processo e quatro a favor do pedido. Na quinta-feira (30), Breier foi alvo de operação do Ministério Público (MP) que investiga desvio de recursos por meio de contratos com empresas terceirizadas. A pedido dos promotores e procuradores que investigam o caso, ele foi afastado do cargo, pelo prazo de 180 dias, por decisão da 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça.

A autora do pedido de impeachment concorreu como vice da chapa encabeçada por Dr. Rubinho (PSL) na disputa pela prefeitura em 2020 — a eleição foi acirrada, com vitória de Breier por uma diferença de apenas 381 votos. A motivação do pedido é a operação do MP.

A base do governo de Miki Breier conta com 12 dos 17 vereadores na Câmara Municipal. O prefeito afastado já enfrentou outros dois processos de impeachment, ambos com vitória do político e a manutenção dele no cargo.

Posts recentes

Ver tudo

Vaga para atuar em ALVORADA- RS para auxiliar financeiro, com experiência comprovada em contas pagar, conciliação bancária, organização de documentos, utilização de sistema integrado, baixas de boleto

 
Jornal de Alvorada